fbpx
Saída de Novaes do BB e nova baixa no Ministério da Economia põem em risco as políticas de Guedes?

Saída de Novaes do BB e nova baixa no Ministério da Economia põem em risco as políticas de Guedes?

O mês de julho foi marcado por baixas relevantes na área econômica do governo federal. Primeiro, Mansueto Almeida deixou oficialmente a Secretaria do Tesouro Nacional. Em seu lugar, assumiu Bruno Funchal, que buscou manter o discurso do antecessor e acalmar os ânimos no mercado, alerta com os riscos fiscais que cresceram desde o início da pandemia do novo coronavírus.

Semanas depois, os agentes econômicos foram surpreendidos pelo pedido de demissão de Rubem Novaes do comando do Banco do Brasil. Para completar, o último fim de semana trouxe a notícia de que o diretor de programas da secretaria especial de Fazenda, Caio Megale, deixará a equipe do ministro Paulo Guedes.

Mas, afinal, quais são os reais impactos desta dança das cadeiras? Há riscos de alterações na política econômica em curso? O que esperar para o futuro no Ministério da Economia e nos bancos públicos? Para responder a essas e outras perguntas, o InfoMoney entrevista o cientista político Creomar de Souza, CEO e fundador da consultoria Dharma Political Risk and Strategy, e Marcel Campos, analista de setor financeiro da XP Investimentos. Você pode enviar suas perguntas pelo chat!

Fechar Menu